Foi aberta na última semana Vivian Maier – Street Photographer, uma exposição sobre a fotógrafa americana aqui em Berlim, na Willy Brandt-Haus. Com 120 registros e gratuita, a exibição rola até 12 de abril e reúne algumas fotos já bem conhecidas dos seguidores de Maier na internet. Reunimos algumas que vimos pela primeira vez ao vivo. 

O texto de apresentação da curadora menciona um conto da escritora inglesa Virginia Woolf, “A Room Of One’s Own” (que você pode ler aqui). Um texto de 1921 que questionava a presença das mulheres na arte e as oportunidades de estudo da época. Uma das maiores frustrações da vida da Woolf era não poder estudar em Cambridge, privilégio concedido apenas aos seus irmãos.

A relação com a autora se refere ao quarto onde Maier também limitou muito das suas produções fotográficas e onde escondeu 50 mil fotografias e 2700 rolos de filmes que registram as décadas de 50, 60 e 70 em cidades como Nova York e Chicago. Vivian era babá quando começou a fotografar aos 25 anos e o material foi descoberto apenas em 2007, dois anos antes de sua morte.

O bacana da exposição é que dá pra acompanhar um pouco da visão dela com vídeos curtos de cenas cotidianas, seus primeiros registros em cor, seu envelhecimento com auto-retratos espelhados e muito da sua solidão em uma grande cidade. Enquanto a exposição e o documentário rodam o mundo, os direitos sobre as suas fotos são discutidos entre o curador John Maloof, que descobriu o ‘tesouro’ e a família recém aparecida de Maier.

vivianmaier1

East 108th Street. September 28, 1959, New York, NY

Undated, New York, NY

1953, New York, NY

Undated

769_march_1954

May 28, 1954, New York, NY

Untitled, Undated
April 20, 1956. Chicago, IL

August 1975

vivianmaier6