malaguetas
O Malaguetas é feito pela Talaguim.

/ tag / quadrinhos

gif_im_color_128_ezgif-1618839643
em 2.Dezembro.2014 por

Como amar o próprio corpo: bate-papo com Lovelove6 sobre a Garota Siririca

De todos os rótulos inventados para relacionamentos, o praticado pela Garota Siririca, personagem da quadrinista brasiliense Gabriela Masson (aka lovelove6), talvez seja o mais sábio. Em 2015, suas histórias bem humoradas sobre masturbação e ‘self-love’ ganharão uma compilação com ajuda do financiamento coletivo do Catarse. Entre as recompensas, vibradores, ilustrações e um livro que incentiva a descoberta e aceitação do corpo feminino. Leia mais

Parafusos-capa.indd
em 28.Outubro.2014 por

Ellen Forney retrata transtorno bipolar e medo de perder a criatividade em “Parafusos”

No auge do retorno de Saturno, depois de um verão mais ou menos, a quadrinista americana Ellen Forney decidiu visitar uma terapeuta e não entendeu quando foi encaminhada para a psiquiatria. Ela estava ativa, dormia pouco, tinha perdido peso, mas sentia-se bem. O que ela descobriria é que falta de sono, humor exageradamente bom, auto-estima inflada, pensamentos rápidos e exposição recorrente a atividades com alto risco de causar ressaca moral, culpa e arrependimento (como uma noitada pesada ou um ménage) são os principais sintomas de mania. “Você é louca”, rabisca a quadrinista com caneta preta. Leia mais

rafaelsica_revistamil
em 14.Outubro.2014 por

“Tobogã”, do Rafael Sica, está disponível para download na Narval Comix

Das milhares de narrativas da revista 1ØØØ, a do Rafael Sica é uma das nossas favoritas. A publicação tem liberado algumas edições para download free e o post rapidinho é para avisar que ”Tobogã”, desses fragmentos silenciosos que a gente ama, está disponível na página da Narval Comix. Além dela, “Velhos Hotéis Passam Cinema Mudo”, do Eloar Guazelli é outra boa pedida. Se você curte quadrinhos experimentais, vale a pena fuçar as opções de combos da revista, com Laerte, Rafael Coutinho, Luisa Doria e muita gente legal. Enfim, vai lá!

marillovet
em 2.Outubro.2014 por

“A base do que somos está no sexo”: conheça os sensuais desenhos de Maria Llovet

Ao ver os desenhos e traços mais sensuais da ilustradora catalã Maria Llovet, você pode até achar que seu intuito maior é provocar – mas pense duas vezes. Para a artista, o sexo é um dos aspectos mais comuns do que define o ser humano, apesar de muitas vezes lutarmos contra essa ideia. “O que me interessa é contar histórias em geral”, define ela. Se há ocasiões em que a sexualidade faz parte de sua obra, isso ocorre simplesmente porque o sexo está presente em vários aspectos da vida e é um tema interessante para qualquer pessoa, segundo a própria desenhista. Leia mais

betty_pages_cover
em 24.Setembro.2014 por

Documentário “Bettie Page Reveals All” mostra a mulher além da pin-up

Todo mundo já ouviu falar sobre Bettie Page. A franjinha icônica, o sorriso doce e sua habilidade para posar e fazer carões foram tão marcantes que continuam uma referência de estilo mesmo décadas após sua aposentadoria em 58. Mas quem era a mulher por trás do rótulo de “Rainha das Pin-Ups”?

Na última semana pesquei um link no Messy Nessy Chic que me inspirou a assistir “Bettie Page Reveals All”, do documentarista norte-americano Mark Mori. O filme reúne conversas com artistas como Dita Von Teese, fotógrafos da década de 70, ex-maridos e depoimentos em áudio da própria Betty para remontar sua história como modelo, seus amores, os criativos biquínis feitos à mão, o polêmico flerte com o bondage e a consagração como uma figura da cultura pop. Leia mais

liz_climo2
em 12.Setembro.2014 por

Revisora de storyboard dos Simpsons, Liz Climo ensina a driblar a página branca

Se você curte quadrinhos e piadinhas sarcásticas, Liz Climo é uma boa ilustradora para acompanhar. Atualmente ela desenha personagens e é revisora de storyboard dos Simpsons, já trabalhou para a Pixar e lançou seu primeiro livro “The Little World of Liz Climo“, que reúne os seus melhores desenhos do Tumblr. Os traços são simples e com um tom infantil, mas sempre conseguem te arrancar alguma reação emocional, seja ela risada, fofura ou estranheza.

Nessa semana, encontrei um artigo dela super bacana explicando que as sacadas, assim como nos Simpsons e programas de humor, não surgem do nada. E no texto ela explica como funciona o seu processo criativo. Tomei a liberdade de fazer uma livre tradução para inspirar vocês a driblar a página branca e a sensação de vazio da tela inicial.  Leia mais

Newer Posts
Older Posts