Hoje conhecido como ativista nos debates sobre gênero e sexualidade e influente nas mídias sociais, onde discute de política e estilo de vida a banheiros femininos, Laerte despertou a curiosidade da mídia quando se revelou crossdresser, em 2010. Mas em entrevista por telefone, em que comenta o lançamento de “Vizinhos”, sua primeira graphic novel inédita em tanto tempo que ele mal consegue lembrar, o cartunista voltou para onde tudo começou: as páginas dos quadrinhos. Leia mais