China abre as portas do estúdio às terças para apresentar versões de sons que são referência na vida dele. O primeiro vídeo da série Ócio Criativo dá mais peso e frescor para a endiabrada “Anjo de Fogo”, do Alceu Valença.

“Eu sou como o vento que varre a cidade / Você me conhece e não pode me ver. Presente de grego, cavalo de Tróia / Sou cobra jibóia, Saci Pererê. Um anjo de fogo endemoniado / Que vai ao cinema, comete pecado / Que bebe cerveja e cospe no chão”, canta Valença. Lançada no álbum Espelho Cristalino (1977), “Anjo de Fogo” mistura ritmos como o coco, o frevo e o baião em um dos álbuns mais pesados de Alceu. Inspirado no folclore alagoano, o disco ficou famoso pela mistura de raízes nordestinas com uma pegada mais rock and roll e contemporânea.

Assista a versão de China

Ouça a versão de Alceu