A Fantagraphics é essa editora incrível pra descobrir quadrinhos e novos artistas. A americana Lili Carré, de Los Angeles, não é tão nova, mas tem um ritmo de produção frenético, o que sempre reserva algumas surpresas fresquinhas. É certo que toda a ilustração começa com um traço no papel, mas com Carré, você nunca sabe onde ele vai terminar.   

A leitura da vez é “Heads or Tails”, compilação de histórias indicada ao Eisner em 2012 e que reúne a essência de seu storytelling: existencialista, surreal e graficamente imprevisível, assim como o freak show que surge das faíscas que encontra no cotidiano.

lili-carre-1

Durante as pesquisas sobre a autora acabei conhecendo algumas de suas animações. Para quem gosta do que é estranho, atmosférico e inadequado, vale a pena o play. Se você curte GIFs, vale a pena dar um rolê no Tumblr dela.