Adoro pegar dicas de amigos pra compartilhar por aqui e essa última veio da querida futura economista Camila Faria, que me apresentou ao black power e doces acordes de Lianne La Havas. Filha de pai grego e mãe jamaicana, a cantora de folk e afropunk nasceu em Londres e lançou o seu primeiro álbum “Is Your Love Big Enough?” em 2012. Virginiana, precisou de dois anos para deixar o álbum perfeito antes de fechar o contrato com a Warner, sua atual gravadora.

Com dois anos de amadurecimento no som, Lianne já estava recebendo gig do Prince na sala de casa. No mesmo ano,  colaborou com o Alt-J na faixa “Warm Foothills”, do álbum “This Is All Yours”, um dos mais quentes de 2014.

Feliz da vida com a turnê, no fim do ano viajou com a mãe à sua cidade natal e foi inspirada pela latinidade da terra de Bob Marley, de onde voltou cheia de inspiração para compor “Blood”. Vamos ouvir mais algumas vezes antes de resenhar por aqui. Por hora, recomendamos que você deixe os ouvidos se deliciarem com sua voz poderosa e sedutora em “Forget”.

No geral, ela tem um bom gosto apurado para vídeos (alguém ainda fala clipe?). Mas o que mais me chamou a atenção no primeiro aí em cima é a parceria com o cineasta francês Vincent Moon, esse cara maluco que sai por aí filmando artistas em movimento pelas ruas de cidades como Paris, Londres e Berlim no projeto La Blogothèque.

Além da curadoria interessante, que mistura artistas já consolidados como Jack White a apostas das ruas, Moon já esteve no Brasil em uma série super legal no fim do ano passado, quando gravou com Mallu Magalhães, Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Apanhador Só. Mundo pequeno, não?