“Gosto de fotografar mulheres que parecem saber algo da vida”, explica o fotógrafo alemão Helmut Newton. Foi em uma sessão de fotos que escolheu a atriz australiana June Browne, pseudônimo de Alice Springs, para seguir a vida. Juntos, eles viveram um ménage com a fotografia erótica, uma paixão em comum. Newton fotografava para a “Playboy”, clicou atrizes como e Nastassja Kinski e Kristine DeBell no auge de suas carreiras e em uma de suas fases mais prolíficas retratou a cena sado-masoquista de Paris na década de 60.

Browne fotografou para Elle, Vogue e Vanity Fair. Muitas vezes eles compartilhavam a câmera e clicavam a mesma modelo, ou fotografavam um ao outro, o que resultou no livro e na exposição fixa “Us And Them”, no Museu da Fotografia de Berlim, sua cidade natal. O acervo foi reunido após a sua morte em um acidente de carro em 2004. Uma exposição que vale muito a pena ver se você estiver na cidade.

helmut-newton-annenberg-03b

As fotos de erotismo em preto e branco dos Newton’s exploram as curvas dos corpos e suas sombras em meio a cenários inusitados e que criam um contraste com a sexualidade exposta. Também gostamos porque são carregadas de dramaticidade ao mesmo tempo que instigam o olhar com o movimento do corpo nu. Lemos recentemente uma matéria que dizia que as novas gerações estão esquecendo Newton. Por isso, reunimos aqui alguns de seus retratos mais inspiradores. Como ele mesmo dizia: “Toda fotografia é um pequeno pedaço de vida”.

fashion-photograph-by-helmut-newton-1959

helmut-newton

teaser_fo_newton_work_top_1208141150_id_598882-900x643

1364916237480.cached escola-focus-madonna CALENDARIO_P_GABBIE_MASTER_01.indd

helmut_newton_2099-700x668 David Bowie, 1982

HELMUT NEWTON FOUNDATION
Museum of Photography
Jebensstrasse 2 / 10623 Berlin