Filho de pai cantonês e mãe mauriciana, Gareth Pon é um sul-africano apaixonado por fotografia e experimentações no Instagram. Com mais de 217 mil seguidores, ele compartilha belas paisagens de cidades que amamos, mas mais que isso encontra espaço para mostrar personagens e suas histórias. Batemos um papo com ele sobre imagem e emoção. 

Quando você decide apertar o botão de clique? E quando decide não registrar um momento?
Sempre tento capturar um elemento que mostre o que estou sentindo quando tiro as fotos, tentando ser o mais verdadeiro possível. Às vezes apenas clico sem pensar muito também e parece que funciona.

Você tem uma família cosmopolita. Como isso influenciou sua visão do mundo? 
Para ser honesto, e o que tem sido um desafio ultimamente, é que nunca cresci com o sentimento de que realmente me encaixava em algum lugar. Mas em certo ponto, descobri que minha educação foi extremamente única e muito original. Então decidi ao invés de tentar me adequar, reivindicar meu status asiático e sul-africano. Agora sinto que uma nova perspectiva abriu o mundo pra mim. Comecei a ver as coisas de forma diferente, com mais foco nos detalhes, e passei a curtir mais o que vem depois na vida. Enquanto isso vou me mantendo animado enquanto tento lidar com uma quantidade razoável de problemas.

“Uso a fotografia para observar. Existem momentos simples que dão vida à imagem e é isso que tento capturar sempre”

Existe uma obsessão por filtros exagerados e parecer perfeito no Instagram. Como você vê essa espetacularização do momento?
Uma coisa que o Instagram trouxe é a oportunidade de ver o mundo por outra perspectiva. Filtros e perfeição são definitivamente parte disso, mas mesmo com a criação mais “fácil” de imagens, só a história pode dizer que tipo de emoção ela desperta quando alguém a observa. Nesta geração em que tudo é “tão fácil”, os verdadeiros criativos e pensadores são os que vão se destacar. Além disso, é uma plataforma para acompanhar como vai desenvolver no futuro.

garethpon

Você usa a fotografia para se desconectar da realidade? Uso a fotografia para a observar. Existem momentos simples que dão vida à imagem e é isso que tento capturar sempre. Em um dia, geralmente não crio grandes planos, só saio com a intenção de captar algo que eu goste e que possa usar para lembrar de um momento. Ver o mundo através das lentes é sempre uma nova experiência. Uma forma de descoberta que uso para tentar viajar nesses momentos únicos que se vão em segundos.

Você participa de uma comunidade sul-africana de Instagramers. Quais os projetos futuros?
Acho que a comunidade criativa sul-africana tem muito a mostrar, temos muitas histórias ainda não publicadas e coisas que queremos que sejam descobertas. Tenho alguns projetos sociais planejados para este ano, minha ideia é colaborar o máximo.

Uma das nossas séries favoritas é esta que você mixa pessoas no espelho. Como surgiu?
Muito obrigada. :) Esta série começou como um caminho para tentar explorar uma nova forma de fotografar retratos. Sempre amei camadas na fotografia e brincar com profundidade. Esta série se tornou uma forma de explorar mais isso. Também é minha forma de experimentar e ver como posso misturar elementos.

Como você descobre novas perspectivas? 
Saio, me perco e crio fronteiras para sair da zona de conforto.

fotosgarethpon

garethpon3

E, claro, tem muito mais no Instagram dele. Siga!