Sessenta anos após a morte de Frida Kahlo, seus objetos pessoais são redescobertos, suas obras vendidas a preços estratosféricos, cartas e histórias de seus amantes compartilhadas pelos quatro cantos da internet, enquanto novas exposições se confirmam. Coroa de flores? Tendência septuagenária. A surrealista mexicana vive. 

Saiu uma matéria no New York Times recentemente que explica melhor isso. Como além da arte, ela é lembrada como um símbolo forte de superação, força feminina e estilo mesmo vivendo um período tão curto na Terra. Quatro décadas marcadas por momentos em que viveu plenas paixões e transbordou sensibilidade mesmo sofrendo dois acidentes que debilitaram sua saúde.

O australiano Gavin Aung Than transformou um dos pensamentos da artista nesse quadrinho super fofo. Nele, Frida assume sua principal marca, considerada fora dos padrões de beleza, para mostrar o que nos torna únicas. E que não estamos sozinhas.

3

“Estava acostumada a pensar que eu era a pessoa mais estranha no mundo…”

Frida Kahlo - Zen Pencils

“E então pensei que com tantas pessoas no mundo… Deve existir alguém assim como eu, que se sente estranha e imperfeita da mesma forma que me sinto. Poderia imaginá-la e imaginar que ela está em algum lugar pensando em mim também…”

5

Frida Kahlo original

“Bem, se você estiver por aí e ler isso, saiba que sim, é verdade…”
Frida Kahlo fashion beauty

“Estou aqui…”zen

“…e sou tão estranha quanto você” – Frida Kahlo

Zen Pencils - Frida Kahlo

Projeto do Gav lançado em 2013, o Zen Pencils faz um mergulho na vida do personagem e transforma suas aspirações em quadrinhos inspiradores. Além de Kahlo, o artista já retratou personalidades como Vincent Van Gogh, Sylvia Plath, Maya Angelou e Timothy Leary.

Exposição em São Paulo

Vale a pena lembrar que tem exposição dela chegando em São Paulo em setembro de 2015 no Instituto Tomie Ohtake, um acervo que contemplará sua vida e obra e incluirá alguns de seus conterrâneos, como Remédios Varo, Maria Izquierdo e Lenora Carrington. Por aqui no Malaguetas você encontra mais momentos inspiradores de Kahlo na série The Reconstructionists e na heresia pop de Fabian Ciraolo.