Como lidar quando a inspiração anda baixa e você fica nessa vontade de fazer coisas muito legais que não saem do papel? Muito mais que um insight que aparece do nada, produzir algo interessante depende diretamente de treino e referências. Recentemente, duas séries do Netflix me motivaram a aguçar o olhar e voltar a publicar por aqui.

A primeira delas é a Tales by Light, uma série sobre fotografia (e branded content genial da Canon) com seis episódios apresentando profissionais e seus olhares sobre a natureza, a sociedade e a cultura da Terra. Os meus episódios favoritos foram Adrenalina, sobre a fotógrafa Krystle Wright, um caminho que sempre rodeou minha estrada na fotografia. E Painting With Light, sobre fotografar no oceano. Além de mostrar os bastidores das fotos, eles mostram como o learning by doing é importante mesmo para quem acumula experiências viajando.

O segundo foi recomendado por mais de uma pessoa e é o Abstract: The Art of Design. O primeiro episódio foi suficiente para me convencer. Uma documentação do trabalho do ilustrador Christoph Newman (já escrevemos sobre ele aqui). Além de ter sido gravado metade em Nova York e metade em Berlim (minha segunda cidade favorita no mundo), o artista fala sobre o processo criativo das capas que produz para a revista New Yorker com uma edição que consegue amplificar ainda mais o alcance dos seus traços.