malaguetas
O Malaguetas é feito pela Talaguim.

/ Mano Barbosa

Mariana-bicicletani
em 28.Janeiro.2016 por

Mariana, do Bicicletani, conta o que aprendeu viajando oito mil quilômetros de bicicleta

Mariana Gonçalves, do blog Bicicletani, pedala a Europa e a Ásia desde abril de 2014 e já esteve no Nepal, na Índia, na Albânia, na Romênia, em Montenegro. Sozinha. Ou melhor, na companhia de Sol, a fiel escudeira de duas rodas. A gente perguntou pra historiadora de 32 anos o que ela aprendeu na jornada que percorreu oito mil quilômetros e 24 países. Leia mais

boineon
em 21.Outubro.2015 por

“Recife tem se tornado um polo efervescente para se pensar e discutir cinema”, um papo com o diretor Gabriel Mascaro

Gabriel Mascaro é desse tipo de gente que não gosta de perder tempo. Perguntado se pode dar uma entrevista, antes de entrar em uma sala de cinema, ele responde, simpático: “Posso sim, aqui!“  Aqui? No corredor do cinema Abaton? O recifense aguardava a exibição do seu mais novo longa-metragem, Boi Neon, que teria estréia no Festival de Cinema de Hamburgo, na Alemanha. “Sim, aqui!”, fala ele, apontando enfaticamente para o chão do corredor. “Vou entrar com o Roger [Roger Coza, crítico argentino e curador da seção Vitrine, dedicada a filmes latinos], apresentar rapidamente o filme e nos encontramos aqui fora.” Leia mais

Kwabs
em 1.Outubro.2015 por

Entre lesmas, seringas e fraldas sujas no Festival de Reeperbahn, em Hamburgo

O importante em passar quatro dias e noites subindo e descendo a Avenida Reeperbahn, em Hamburgo, é sempre prestar atenção por onde pisa. Talvez você tenha que desviar de um objeto pontiagudo de difícil identificação que cai do sobretudo de um junkie e rola para bem debaixo do teu pé. Ou de uma fralda de pano bem encardida. A Reeperbahn e ruas adjacentes são o reduto boêmio da cidade portuária localizada ao norte da Alemanha. Leia mais

daniel
em 13.Janeiro.2015 por

Entre pasteizinhos e memórias: um café com o fotógrafo Daniel Blaufuks em Lisboa

“Se ainda não conhece a Flor das Avenidas, não sabe o que perde”, afirma o site da pastelaria lisboeta onde tenho um encontro marcado com Daniel Blaufuks, fotógrafo e um dos artistas contemporâneos mais celebrados na cena artística portuguesa.

Sigo lendo o site da pastelaria. O texto, nada modesto, assegura que ali há “as melhores empadas de Lisboa!”. Assim, com exclamação. Anoto o endereço e salivo pensando nas “empadas de Arraiolos, empadas de Alcáçovas, empadas de galinhas, empadas de pato, empadas de frango, empadas de espinafre e empadas de porco”, mesmo não sabendo o que possa ser uma empada de Arraiolos. Ou de Alcáçovas. Leia mais

serie ladies of rio fette beute 2
em 17.Dezembro.2014 por

Uma exposição de luxo que mostra os contrastes sociais do Brasil

Um grande jornal brasileiro publicou recentemente a foto de uma criança de aparentemente cinco anos de idade banhando-se em um bueiro. Cena chocante, triste, revoltante. Vivemos em um mundo injusto, cruel. Mas, como vivem as pessoas ‘do outro lado’? De que forma tomamos conhecimento sobre a vida (e talvez sobre os males) dos ‘bem-de-vida’? O Museum für Kunst und Gewerbe (Museu da Arte e do Comércio) de Hamburgo resolveu responder à esta pergunta com uma exposição sobre a „riqueza” e a forma como ela é apresentada na mídia e na fotografia. Leia mais

linabobardi
em 7.Dezembro.2014 por

Alemanha celebra centenário de Lina Bo Bardi

A Pinacoteca Moderna de Munique é uma daquelas visitas obrigatórias para quem tem interesse por cultura e está de passagem pela capital da Baviera, estado no sul da Alemanha. O prédio, situado no “Quarteirão das Artes”, o Maxvorstadt; abriga sobre o mesmo teto quatro coleções – a Coleção de Arte Moderna, a Coleção Gráfica Estadual de Munique, a Nova Coleção e o Museu de Arquitetura da Universidade Técnica de Munique, o maior museu sobre arquitetura na Alemanha. Leia mais

dockville_manobarbosa
em 23.Agosto.2014 por

Arte de rua, música e chuva: conheça o festival alemão Dockville

Desde 2007 o Dockville, um festival open-air de música e arte, anima o verão dos habitantes de Hamburgo. É quando a ilha de Wilhelmsburg, a maior ilha fluvial da Europa e a maior ilha habitada do mundo depois de Manhatan, recebe durante três dias em agosto bandas indie, DJs descolados, artistas plásticos e grafiteiros. Por sete euros você atravessa o rio Elba em um barco que segue rumo a aventura. Leia mais

Older Posts