Há algum tempo atrás, nos deparamos com a necessidade de ter uma câmera fotográfica melhor. Queríamos melhorar as coberturas fotográficas do Malaguetas, tirar fotos mais nítidas das cidades que visitamos (como estas deliciosas pimentas em Barcelona), produzir algumas fotos de estúdio para alguns clientes, gravar vídeos de shows e registrar alguns experimentos culinários. Ela também não poderia ser tão frágil, pra aguentar uma ou outra desventura por aí. Como qualquer equipamento novo, vale a pena pesquisar bastante e refletir sobre alguns pontos. Por isso, preparamos cinco dicas para comprar sua primeira câmera e desapegar do Instagram de vez.

1. Para quê e quanto você tem?
O primeiro passo é pensar qual seu objetivo principal com a câmera. O universo fotográfico é enorme, e o peso do investimento acompanha o profissionalismo da câmera e dos acessórios. Comprar uma câmera pequena, somente para viajar, envolve pesquisar até um limite de preços. Mas se você quer iniciar como fotógrafo profissional, espere gastar mais de mil reais (ou bem mais). No nosso caso, não queríamos de uma profissional, cheia de recursos que custariam muito e seriam pouco usados. Ao mesmo tempo, queríamos ter autonomia na hora de tirar a foto, já que pretendíamos usar tanto para ambientes claros como fotos noturnas. Pesquisamos em sites de classificados, e encontramos alguns modelos de Nikon e Canon, nossas primeiras opções de marcas.

2. Câmera DSLR ou normal?
O segundo passo é optar pelas tradicionais câmeras digitais, portáteis e automáticas, ou usar câmeras profissionais ou semi-profissionais, chamadas de DSLR. Apesar de um grande avanço na qualidade e recursos das câmeras digitais normais, as DSLR andam com preço bem acessível, e acabam valendo a pena simplesmente porque as fotos saem inesquecíveis.

Para dar um pontapé inicial, um DSLR de entrada é uma boa dica. Com elas, você sai aprendendo os básicos mas também se aventura pelas configurações avançadas, que realmente fazem diferença e permitem uma maior criatividade na hora de tirar a foto.

3. Cuidado com as pegadinhas Megapixel e Zoom!
Na hora de procurar câmeras, é bem comum o varejo valorizar uma quantidade alta de megapixels. Mas não se impressione tanto com isso: é preferível analisar o tamanho do sensor. Quanto maior a quantidade de megapixels, maior é a imagem gerada pela câmera (tanto para imprimir quanto pra ocupar espaço no seu HD). Quanto maior o sensor, maior a capacidade de registrar detalhes com qualidade. Como exemplo, suas fotos sairão melhor em uma câmera DSLR de 12 megapixels do que um smartphone com maravilhosos 20 megapixels, simplesmente porque seu sensor é maior.

O zoom é outro detalhe importante: importe-se apenas com o zoom ótico, e deixe de lado o zoom digital. Apesar de parecer estar aproximando a câmera, o zoom digital apenas aumenta a imagem, distorcendo e gerando ruídos.

4. Com vídeos ou não?
Se qualidade no vídeo é importante para você, vale a pena considerar as opções próprias para isso, como a GoPro, perfeita para esportes radicais e alta velocidade. Existem acessórios para prender a câmera na prancha de surf, no skate, para estabilizar vídeos e até pra virar coleira de cachorro. Para nós, não valia a pena comprar uma câmera à parte, mas o modo vídeo foi definitivo para escolhermos o modelo Nikon D3100 em vez do D3000, mesmo custando cerca de 180 reais a mais.

5. Leia artigos, opiniões e pesquise preços
A melhor dica de todas é pesquisar bastante. Existem vários sites de reviews e canais de Youtube em português e inglês com impressões diversas sobre cada marca e modelo. Vale a pena aprofundar-se, perguntar bastante pro seu amigo fotógrafo, e claro, pesquisar os preços. Uma boa sugestão é pesquisar os preços de câmeras e acessórios na OLX, um dos sites de classificados que mais usamos (usei até para vender meu carro).

No nosso caso, aqui em Berlim, escolhemos uma câmera com apenas 1 ano de uso, pouco usada. Assim, não pagamos preço de novo mas ganhamos um produto novinho. A vantagem dos classificados é que os vendedores querem vender tudo, da câmera até mala até acessórios, e numa dessas você paga mais barato por um pacotão. Pergunte sobre o estado da câmera, busque referências do vendedor, peça para ver fotos do produto e combine o melhor jeito de pagar e entregar. Boas fotos!